8 técnicas de estudo ideais para concursos públicos


Técnicas de estudo

Estudar de maneira automática não é o ideal se você deseja passar no vestibular ou em qualquer outro tipo de concurso público. A preparação para as provas precisa acontecer de uma maneira estratégica, utilizando técnicas de estudo que ajudam na fixação do conteúdo e que aceleram o processo de aprendizado.

Não é impossível estudar sem a utilização de técnicas de estudo, entretanto, você gastará muito mais tempo do que uma pessoa que aprende com um auxílio extra. Algumas técnicas tornarão as suas horas de estudo menos cansativas e aumentarão o seu rendimento. Por isso, hoje, o Curso Praticar listou 8 técnicas de estudo que te ajudarão a passar no concurso dos seus sonhos. Confira!

Aprendendo sobre as técnicas de estudo

1. Exercite a matéria

Técnicas de estudo que o Praticar Esino ensina

Essa técnica de estudo consiste em fazer provas, resolver questões e lidar na prática com o que você pode enfrentar na hora de fazer a prova de verdade, como esquecer alguma fórmula matemática, por exemplo. Estar familiarizado com o ato de resolver questões te trará mais habilidade na hora da prova.

2. Estude com antecedência

Não é ideal deixar para estudar toda a matéria na véspera da prova. Distribuir o conteúdo durante os dias da semana é muito mais eficiente que decorar tudo algumas horas antes. De acordo com uma pesquisa da Associação da Ciência Psicológica dos Estados Unidos (APS), você precisa estudar de 10% a 20% do tempo que você precisa para manter um assunto na memória. Ou seja, se você precisa lembrar de uma matéria por 5 anos, estude-a a cada 6 meses.

3. Intercale as matérias

Tirar um dia inteiro para estudar cada matéria não é uma das técnicas de estudo mais eficazes, porque o seu cérebro vai cansar rapidamente e querer mudar de assunto. Para manter a concentração, o ideal é dividir as horas de estudo em matérias diferentes. Por exemplo, se você tem 6 horas por dia, tente estudar 3 matérias.

4. Faça apresentações para si mesmo

Essa é uma das técnicas de estudo mais interessantes, pois você se torna o seu próprio professor. Em frente a um espelho, leia em voz alta e explique assuntos para você mesmo.
É importante lembrar de usar a entonação correta para cada tipo de assunto e usar as suas próprias palavras, pois isso irá indicar que você entendeu o conteúdo estudado.

5. Interrogue-se

O “branco” é muito comum durante uma prova discursiva. Uma das técnicas de estudo que podem te ajudar a lidar com esse problema é questionar-se durante as horas de estudo.
Sempre que você se deparar com um fato importante, interrogue-se e procure pelas causas e efeitos daquele fato. Durante essa pesquisa, o seu cérebro fará o maior esforço possível para guardar as informações.

6. Crie resumos da matéria

Entre as técnicas de estudo, pode ser considerada a predileta dos estudantes. Obviamente, a leitura de livros didáticos é um passo fundamental para que você entenda as matérias, entretanto, o estudo não pode parar por aí. É necessário que você organize as informações contidas no livro com as suas próprias palavras. Você pode fazer por meio de um texto corrido ou de tópicos, o importante é organizar as ideias, incluindo suas interpretações e comentários sobre o assunto.

7. Faça mapas mentais

Se você deseja visualizar o conteúdo completo e todo interligado, a melhor opção entre as técnicas de estudo é criar mapas mentais. A vantagem de trabalhar com esse esquema é que você pode organizar as informações de uma maneira lógica, ou da maneira que você achar melhor para memorizar as informações.

8. Utilize táticas mnemônicas

Quem nunca teve um professor do ensino médio que criava músicas ou frases engraçadas para facilitar a memorização de alguma matéria? As técnicas de estudo conhecidas como técnicas mnemônicas facilitam a fixação de palavras ou expressões. São usadas desde a antiguidade e podem ajudar bastante em assuntos que precisam ser decorados.

A primeira opção é a utilização do acróstico, ou seja, uma frase formada por palavras em que a primeira letra é a indicação do que precisa ser lembrado. Por exemplo, se você precisa gravar o nome de bairros da zona norte do RJ: Penha, Vista Alegre, Pavuna e Madureira, pode usar a frase “Pai Viajo Pela Manhã”.

Outro instrumento da técnica mnemônica é o acrônimo, uma palavra formada por letras que representam outras palavras, como a ferramenta de gestão CHA (Conhecimento, Habilidade e Atitude).

 

As técnicas de estudo listadas acima são muito importantes para que você consiga se preparar para concursos, entretanto, não são a única opção para que você seja aprovado. O ideal é contar com um curso preparatório idealizado para atender as necessidades dos alunos que realmente querem a aprovação, como o Curso Praticar. Oferecemos preparatórios como pré-vestibular uerj, oficial pmerj e pré-militar, além de diversos outros para te ajudar a garantir o seu futuro. Entre em contato conosco e conheça mais sobre os nossos serviços.

 

Links úteis:
projeto uerj;
pré-vestibular enem.